Gestão

O que levar em consideração antes de contratar um desenvolvedor remoto?

Postado por: em 23/02/2021
desenvolvedor remoto trabalhando em casa.

Provavelmente você pesquisou “como contratar um desenvolvedor remoto” e chegou neste artigo. Isso porque os novos modelos de trabalho têm sido um dos principais temas discutidos dentro das empresas, da sociedade e do mercado. Afinal, a cada dia que passa, mais situações e contextos estão favorecendo esse tipo de discussão. 

Por conta da pandemia, por exemplo, a necessidade de distanciamento social indicado pelas autoridades da saúde para combater a Covid-19, fez com que várias empresas adotassem um modelo de trabalho remoto. 

De acordo com dados levantados da ISE Business School, 80% dos gestores consideram satisfeitos com o home office. Além disso, a pesquisa ainda demonstra que, apesar do sentimento de angústia perante às incertezas decorrentes do vírus, cerca de 60% dos funcionários que trabalham remotamente se dizem mais produtivos.

 

Mercado de TI

 

Essa realidade, portanto, atinge todos os segmentos e mercados, incluindo o de TI, que apesar de tudo, é um dos mais valorizados e em crescimento para o ano de 2021. 

Por conta da alta velocidade de transformação digital nas organizações, os profissionais da tecnologia estão entre os 5 mais procurados para este ano, segundo pesquisa da consultoria de recrutamento Robert Walters Brasil. 

O mercado se renovou. Novas formas de trabalho também surgiram por conta disso. Inclusive, no mercado de tecnologia, cresce o número de empresas que investem em desenvolvedores remotos para realizarem seus serviços. 

Portanto, neste artigo, vamos mostrar tudo que você precisa saber antes de começar a pensar em contratar um desenvolvedor remoto. Além de mostrar, ponto a ponto, todas as vantagens de investir nesse tipo de trabalho. 

Se quiser conhecer mais sobre, basta continuar a leitura! 

 

Vantagens do trabalho remoto 

 

O trabalho remoto, também conhecido como home office, vem sendo um dos modelos mais populares entre empresas de todo o mundo, principalmente pelo contexto pandêmico que vivemos. 

Apesar de inicialmente ter sido cogitado pelo motivo de isolar funcionários e protegê-los dos riscos da Covid, ao longo dos meses, líderes parecem ter encontrado muitos motivos para manter esse sistema em voga até hoje. 

De acordo com pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Administração (FIA), 46% das empresas adotaram o modelo remoto, com 62% delas afirmando que vão manter pelo menos parte do quadro de funcionários em teletrabalho após a pandemia. 

Por fim, chegou a hora de conhecer mais sobre as vantagens do trabalho à distância. Preparamos uma lista, portanto, para você não ter nenhuma dúvidas na hora de contratar um desenvolvedor remoto! Confira: 

 

Redução de custos e burocracias

 

O primeiro é clássico, mas sempre importante: economia! Pagar a luz, energia, limpeza, estacionamento, lanchinhos e muito mais todos os dias é algo bastante custoso. No modelo home office, as pessoas costumam arcar com os próprios custos. 

Algumas empresas até concedem certos benefícios, como vales refeição, auxílio de internet e energia, mas na maioria das vezes é recurso do próprio contratado. 

A longo prazo, esses gastos fazem bastante diferença na hora de fechar a conta e acaba gerando uma maior margem para investimento em outras áreas do negócio.

Levando em consideração o Governo Federal, por exemplo, a economia em papelaria, despesas com transporte, energia elétrica, comunicação, água e outros gerou um saldo positivo de 1 bilhão de reais até setembro de 2020. Esses dados são do ministério da economia e foram retirados do portal do Governo. 

 

Maior produtividade da equipe

 

Além de reduzir os custos, o trabalho remoto também proporciona uma maior produtividade entre os funcionários. Isso significa uma entrega de qualidade em um prazo mais curto, favorecendo as necessidades dos clientes.

De acordo com pesquisa nacional realizada pelo DataSenado, 14 milhões de pessoas trabalham em home office em algum momento da vida e, cerca de 41% delas indicaram uma melhoria no rendimento profissional. 

O fato das pessoas estarem em suas casas, não terem problemas com trânsito, escolha de roupa e todos os outros “micro processos” do dia a dia, influencia diretamente nesse ponto. As pessoas se tornam mais produtivas, eficientes e trabalham confortavelmente em suas casas (ou onde quiserem). 

Essa liberdade acaba gerando um sentimento de felicidade e bem-estar por estar trabalhando em algo que acredita, que dá espaço para ser quem quiser ser. 

Isso influi em um trabalho com mais entrega e propósito. Quem não quer um profissional se sentindo dono do projeto também?

 

Diversidade 

 

A diversidade geralmente é encarada apenas com a inclusão de grupos minoritários, porém, além de cumprir com essa importante missão, também colabora para soluções mais criativas e “fora da caixa”. 

Sabe aquela ideia de “tudo que você precisa fazer é olhar do lado de fora”? Pois bem, contratando uma pessoa de desenvolvimento remotamente você consegue ter novas perspectivas a partir de novos olhares. 

Pessoas de diferentes regiões do país, diferentes cores, diferentes sotaques, carregam consigo também diferentes experiências e opiniões. Isso é fundamental para entregar soluções mais completas e assertivas. 

De acordo com levantamento feito pela Accenture, “Rumo à inclusão 2019: Criando uma cultura que estimula a inovação”, organizações diversas conseguem ser 11 vezes mais inovadoras e, seus colaboradores, 6 vezes mais criativos. 

Portanto, que tal procurar gente talentosa por todos os cantos do Brasil e, por que não, do mundo? Essa é a sua chance! 

 

Como começar a procurar por talentos remotamente?

 

Bom, agora que você conhece algumas vantagens do trabalho remoto, chegou a hora de começar a pensar na contratação do seu desenvolvedor! Pensando nisso, separamos aqui um passo a passo bem bacana para você fazer a melhor escolha possível. Vamos lá? 

 

Gere valor para o seu negócio

 

Na busca por contratar um desenvolvedor remoto, o primeiro passo é oferecer valor ao desenvolvedor. Apesar de estar “pagando” pelo serviço, hoje, as empresas estão cada vez mais competitivas e investir em algumas estratégias de employer branding tem sido uma ótima solução. 

Liste num papel tudo o que você pode oferecer, todas as vantagens, com quem a pessoa vai se relacionar, o tamanho e importância do projeto entregue, dentre outros. 

Porém, mais do que isso, invista em uma boa divulgação. O Linkedin pode ser uma ótima opção para você atrair os melhores talentos e prospectá-los. Se você ainda não conhece, é um canal voltado principalmente para questões profissionais e de trabalho. 

 

Defina uma proposta de trabalho atraente e clara 

 

Após estruturar tudo que você pode oferecer ao profissional, comece a definir a proposta. É preciso fazer um material que não deixe dúvidas e que seja atrativa.

Por exemplo, o que as pessoas geralmente pensam quando as empresas não divulgam o valor da bonificação? Certamente isso pode não passar segurança financeira. 

Portanto, estruture todos os pontos que façam a pessoa entender tudo sobre a vaga: quantidade de horas trabalhadas, competências e habilidades desejadas, remuneração e mais. 

Assim não vai haver quebra de expectativas por falha na comunicação. 


Selecione e conheça mais a fundo 

 

Depois de estruturar tudo que você pode oferecer, comece selecionando os profissionais mais assertivos. Essa assertividade precisa vir de um campo tanto técnico, quanto comportamental. O que essa pessoa aprendeu que vai me ajudar a resolver o problema? Como ela trabalha no dia a dia? 

Depois de bater as informações no papel, é importante, se possível, realizar uma entrevista com os candidatos. É a oportunidade de sanar algumas dúvidas que ficaram durante a fase de colheita e de testar as habilidades comportamentais. 

Perguntas que apresentem um contexto são excelentes. Por exemplo: “O que você faria se…” ou “Imagine a seguinte situação em que…”, são ótimos para testar, mesmo que não sendo de verdade, o comportamento deles frente a essas situações. 

 

Outras oportunidades de desenvolvimento remoto 

 

Além de contratar desenvolvedores remoto freelancers, também existe a possibilidade de investir em empresas que trabalham com o desenvolvimento remotamente. Através de serviços como o Outsourcing de TI, você consegue ter um time inteiro trabalhando para a sua empresa sem precisar se comprometer com as burocracias trabalhistas. 

Além disso, ainda oferece diversas vantagens, como a redução de custos, uma equipe mais integrada e ágil, além de trabalhar com tecnologias de ponta e fazer com que você tenha tempo para lidar com questões mais importantes. 

Uma dessas empresas é a Rits. Com mais de 16 anos de experiência no mercado de tecnologia e outsourcing, ela possui um time multidisciplinar que atua entregando soluções inteligentes para empresas do Brasil e Estados Unidos. Incrível, né? 

 

Conclusão 

 

Realmente, contratar o seu desenvolvedor remoto precisa de alguns – muitos – critérios. Porém, esperamos que nesse artigo tenhamos conseguido oferecer algumas respostas para que sua escolha tenha sido ainda mais assertiva. 

Mas não tenha dúvidas, contatar um desenvolvedor remoto tem muitas vantagens! Caso você queira ajudar de um especialista, entre em contato conosco ou nos siga em nossas redes sociais. Será um prazer atender você e encontrar, juntos, as melhores soluções para a sua realidade. 

 

Até a próxima leitura!